Os Ciclos de Desenvolvimento da Família – Parte 4 – A Transformação do Sistema Familiar na Adolescência

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

O presente artigo faz referência à quarta fase do ciclo de vida familiar: família com filhos adolescentes, baseado no livro “As mudanças no ciclo de vida familiar: uma estrutura para a terapia familiar”.

Nessa fase, há uma mudança significativa no papel dos pais e há uma nova definição dos filhos dentro da família. Não é mais tão benéfico que os pais imponham uma autoridade completa. Há famílias que enfrentam muitos problemas nessa fase, e isso pode ser um sinal de que estão muito fechadas à novas ideias e valores, agarrando-se numa visão que é anterior aos filhos.

Há também as famílias que tentam controlar os filhos, num momento em que, sob o olhar do desenvolvimento humano, além disso ser impossível, a tentativa é prejudicial tanto para o amadurecimento dos filhos, quanto para a relação familiar, causando o afastamento deles e/ou rachaduras no relacionamento pais-filhos.

Como ideal, são citadas as chamadas “fronteiras flexíveis”, onde os adolescentes podem buscar apoio nos pais e serem dependentes quando não puderem ou souberem manejar a situação sozinhos, assim como também podem se afastar e experimentar diferentes graus de independência e responsabilidade.

O livro cita como evento central dessa fase a chamada “Crise do meio da vida”, onde um dos cônjuges começa a se questionar e a explorar suas satisfações e insatisfações na vida pessoal, profissional e conjugal. Pode ocorrer a decisão de mudar de profissão e até mesmo se divorciar.

Para a família empresária, esse é o momento em que o filho adolescente mostra ou não interesse pela empresa. Cabe aos pais incentivarem esse interesse, possibilitando a entrada do herdeiro no cotidiano da empresa, de forma gradual e não nepotista, permitindo a absorção do know how necessário para o ramo do negócio, jamais esquecendo a importância da profissionalização.

REFERÊNCIAS

CARTER, M. M. et al. As mudanças no ciclo de vida familiar: uma estrutura para a terapia familiar. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 1995. 512p

VRIES, Mafred Kets de, et al. A Empresa Familiar no Divã – Uma Perspectiva Psicológica. 1. ed. Porto Alegre: Bookman, 2009. 302p

Publicado emArtigos
Fechar