Nos últimos 7 anos venho trabalhando com grupos familiares.

Posso afirmar que está sendo o período mais gratificante e produtivo de toda a minha vida profissional.

A necessidade de se estar preparado para enfrentar situações diversas faz com que se leia muito, se estude muito, se desenvolva novos conhecimentos e habilidades.

Apesar de eu afirmar sempre que as situações só mudam de endereço, nunca encontrei dois casos iguais.

E é essa diversidade de situações que tornam o trabalho enriquecedor.

Alguns desses trabalhos partem do zero, ou seja, em famílias que não tem nem um mínimo conhecimento do que seja governança, e onde temos que explicar o que é afinal o que recomendamos fazer.

Desde a explicação dos clássicos três círculos de John Davis, passando por avaliações diversas até se conseguir complementar um bom Protocolo de Família e um bom Acordo de Sócios, tudo é compartilhado, criando expectativas e diluindo antigas frustrações.

Outros trabalhos dizem respeito à implementação da governança praticamente falando, ou seja, acompanhar as reuniões de Conselho, orientar seus membros no sentido do Pensar Estratégico, na forma de se orientar os diretores na formulação do Plano Estratégico, no como tomar decisões e fazer recomendações inerentes às funções do Conselho.

E outra linha especialmente importante é a formulação de um Processo de Sucessão, onde se entra no âmago das famílias, onde seus sentimentos vem à tona e exige de nós uma forma especial de tratar com pessoas, tanto as que serão sucedidas quanto as que irão lhes suceder.  

Espero poder contribuir cada vez mais com a longevidade e a agregação de valor aos negócios ligados a famílias empresárias e no desenvolvimento pessoal de seus membros, pois afinal, CNPJs não falam, não decidem, não atuam. Tratamos com CPFs, com gente, com pessoas, que devem ser entendidas, compreendidas e orientadas. É da boa relação entre elas que se extrai o que de mais rico essas famílias possuem, sua dedicação, sua visão de longo prazo e a harmonia familiar.  

Publicado emArtigos

Deixe um comentário